Internet das Coisas

Internet das Coisas

A Internet das Coisas é o próximo passo depois dos smartphones, tablets e dispositivos móveis.

Conectar o usuário com os demais equipamentos, mesmo agora, não é um pensamento distante nem coisa de ficção científica. Afinal, além dos equipamentos que você utiliza para conectar-se à Internet, existem outros que realizam tarefas específicas ao estarem conectados. Smart TVs com aplicativo da Netflix, por exemplo. Ou câmeras de segurança que tenham um sistema de nuvem para guardar seus registros.

Assim, a IoT prevê a conexão com a Internet de todos os outros equipamentos de sua casa. Eletrodomésticos, sistemas de segurança, luzes, e outros exemplos que você verá em mais detalhes em breve.

Claro que, para que a Internet das Coisas seja uma realidade, é preciso contexto. Ninguém quer, por exemplo, ver notícias em uma máquina de lavar, certo? O que a IoT busca, nesse caso, é otimizar os serviços para que se tornem uma opção mais eficiente.

Outro ponto que precisa ser ressaltado é que a Internet das Coisas não é uma única tecnologia. São diversos fatores que se unem para que a IoT seja uma realidade palpável.

É preciso que os dispositivos tenham componentes, chips ou sensores próprios. É necessário também que as redes móveis ofereçam suporte e sejam otimizadas para esses novos dispositivos. Essas redes, por sua vez, demandam um sistema de controle que comunique para o usuário e para a empresa as informações necessárias.

É importante apontar cada um dos fatores no processo de um dispositivo conectado. A Internet das Coisas criará novas necessidades e oportunidades para que empresas inovem em cada uma das etapas.

A melhora da qualidade de vida faz com que a Internet das Coisas complemente uma demanda em suas funções. A criatividade de unir funções relevantes e integrar dispositivos é o que faz a diferença nesse cenário. Trata-se de um caminho para novas oportunidades de inovação.

Ao mesmo tempo, uma fonte de novos desafios que precisarão ser superados pelas pessoas e pelas organizações. Padrões e riscos surgirão, e a Internet das Coisas só triunfará quando tratá-los de forma transparente.

WhatsApp chat